domingo, 18 de agosto de 2013

Atos de piedade oracionais comunitários

Fraternidade Jesus Salvador: Atos de piedade oracionais comunitários

            Abaixo colocamos como nosso Pai-Fundador, Pe Gilberto Maria Defina, sjs, pensava sobre a piedade na Fraternidade Jesus Salvador.

             

Objetivo da Obra – “Seu objetivo principal primário é o Louvor de Deus, sob todas as suas formas, a litúrgica, em primeiro lugar; e secundário, - como consequência desse louvor -, a santificação pessoal e comunitária, através da consagração ao Espírito Santo, Deus-Amor”.[1]

“- nas Casas das Comunidades e
- nas Casas de Formação e Seminários
- no Instituto Missionário Servos de Jesus Salvador
- no Instituto Missionário Servas de Jesus Salvador.[2]

- Em todas as Casas acima mencionadas, ocorrerão, nos mesmos horários e com a mesma regularidade os Atos de Piedade, nunca omitindo do que constar.

- Todos (as) os que permanecem “Em Casa”, estão obrigados a participar dos mesmos atos em seus horários.

- O Prior ou Priora poderá dispensar, por justa causa, mas deverá realizá-los, em particular, no momento oportuno.

- Devendo, por obrigação de apostolado, permanecer um dia inteiro ou mais, fora da Casa de Comunidade, estará sempre obrigado a cumpri-los todos, em qualquer horário, em particular, mesmo que seja ingentes os atos de apostolado. No lugar onde estiver praticando atos apostólicos, é necessário encontrar tempos de oração, mesmo furtando-se de mais atividades, para que todos saibam, a partir do testemunho, que o (a) missionário (a) deve ter seu tempo de abastecimento oracional, para poder prosseguir com fruto o que está a realizar. Salvo o dever de caridade imposto e inesperado, conforme o quer Jesus Cristo e a sua Igreja, para socorrer o que não se pode esperar. Exemplo: atender algum doente em estado grave para lhe oferecer os santos sacramentos. Ninguém, pois, se furte às obrigações (meditações, horas litúrgicas, terço) por ativismo pastoral.

- Quando estes Institutos estiverem disseminados por outros lugares do país ou do exterior, estes atos comunitários oracionais devem seguir os mesmos horários dentro dos fusos horários locais, salvo possíveis impedimentos.

- Coloco, a seguir, alguns cânones do C.D.C., dando-lhes, quando se referem a religiosos, os conceitos como os expressados pela nossa Regra de Vida.

DAS OBRIGAÇÕES E DIREITOS DOS INSTITUTOS E DE SEUS MEMBROS.

-  Cân. 662 Os religiosos tenham como regra suprema da vida o seguimento de Cristo, proposto no Evangelho e expresso nas constituições do próprio instituto.

- Cân. 663 § 1. A contemplação das coisas divinas e a união com Deus pela oração assídua seja o primeiro e principal dever de todos os religiosos.

- Cân. 663 § 2. Os membros, quanto possível, participem todos os dias do sacrifício eucarístico, recebam o santíssimo Corpo de Cristo e adorem o próprio Senhor presente no Sacramento.

- Cân. 663 § 3. Dediquem-se à leitura da sagrada Escritura e à oração mental, celebrem dignamente a liturgia das horas de acordo com as prescrições do direito próprio, mantendo-se para os clérigos a obrigação mencionada no cân. 276 § 2, n. 3, e façam outros exercícios de piedade.

(Nota: para a Ordem dos Servos e das Servas, o Ofício de Leituras das Horas Litúrgicas é obrigatória, a partir dos votos perpétuos o qual pode ser antecipado do dia seguinte, após as Vésperas), além das demais horas do Breviário.

- Cân. 663 § 4. Honrem, mediante culto especial, a Virgem Mãe de Deus, modelo e proteção de toda vida consagrada, também com o rosário mariano.

- Cân. 663 § 5. Observem fielmente os dias do retiro anual.

(Nota: Além do retiro anual, antecedente ao ano letivo, em que devem participar Servos e Servas, em cinco dias de exercícios espirituais, haverá cada mês um dia de retiro, livre de estudos acadêmicos e de outros não condizentes.).

- Cân. 664 Os religiosos se esforcem na sua própria conversão para Deus, façam também todos os dias o exame de consciência e se aproximem freqüentemente do sacramento da penitência.

(Nota: Conforme o Decreto Dum Canonicarum legum (1970), a expressão ‘frequentemente’ significa ‘duas vezes por mês).

(...) – (...) Tais Atos de Piedade são essenciais para a nossa Ordem, mesmo porque exarados no próprio C.D.C., e que também constarão dos atos diários do calendário particular da Ordem dos Servas e das Servas de Jesus Salvador.

- Ao Deus Ótimo Máximo, por Jesus Cristo seu Filho unigênito, e ao seu Espírito Diovino, e pela intecercessão de Nossa Senhora de Pentecostes, dedico quanto escrevi. A pas de Cristo reine em vossos corações. Amém!

São Paulo, 11 de setembro de 1994

Pe Gilberto Maria Defina, OSJS”.[3]








[1] Pe. Gilberto Maria DEFINA. Ordem da Fraternidade Senhor Javé Salvador: Constituições, Regras de Vida e Ordenações de Estudos. São Paulo, 1995, p. 3.
[2] Nomes atuais.
[3] Pe. Gilberto Maria DEFINA. Ordem da Fraternidade Senhor Javé Salvador: Constituições, Regras de Vida e Ordenações de Estudos. São Paulo, 1995, p. 69-71.73.80.

Nenhum comentário:

Postar um comentário